Mobilização contra aumento dos preços: buzinão anunciado para 8 de Julho

A “Comissão Regional Contra o Aumento do Custo de Vida” esteve hoje no centro do Funchal a contactar com a população para afirmar que é necessária a mobilização das pessoas para pressionar os Governos para tomarem medidas para combater o aumento dos preços.

Como referiu o porta voz da Comissão Regional Contra o Aumento do Custo de Vida, Fernão Rodrigues, “após a realização de um conjunto de iniciativas de protesto contra o aumento do custo de vida o Governo Regional e o Governo da República propagandearam políticas que iriam servir para combater a escalada galopante dos preços, na realidade tais políticas não tiveram efeito prático. Podemos dar como exemplo a redução do ISP que 2 semanas após a aplicação da medida as margens de lucro das grandes empresas petrolíferas absorveram a redução do ISP e o consumidor final paga cada vez mais.

Nos bens alimentares existem produtos que aumentaram 100% desde o início do ano e são as próprias autoridades regionais que referem que o cabaz de bens alimentares essenciais aumentaram 17% num ano. Com os aumentos dos preços na Madeira e no Porto Santo, colocam-se maiores dificuldades às populações, sem que o Governo Regional da Madeira se mostre capaz de fazer com que a Autonomia permita defender os direitos das populações.

A inércia do Governo Regional nesta matéria está a empurrar milhares de madeirenses para a miséria e para a fome.

“O aumento dos preços dá força à necessidade de vir para a rua e protestar”, insiste a dita comissão.

Das várias acções previstas, a Comissão Regional Contra o Aumento do Custo de Vida vai promover no próximo dia 8 de Julho, às 18h, na cidade do Funchal, junto à Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira um buzinão de protesto contra o aumento dos preços. Espera “adesão massiva” da população.