PS lamenta que Câmara da Calheta recuse implementar passe social para idosos

O PS-M na Assembleia Municipal da Calheta apresentou, na reunião de hoje, uma proposta que visava a atribuição de um passe social gratuito aos idosos e pensionistas do concelho, uma forma de apoiar estas pessoas que, em grande parte dos casos, se deparam com maiores dificuldades económicas, decorrentes quer dos maiores gastos em saúde, quer do aumento generalizado dos preços, ao mesmo tempo que facilitaria a sua deslocação entre os diferentes pontos do concelho.

Os socialistas vieram lamentam, porém, que o executivo camarário não se tenha mostrado receptivo a esta proposta, que poderia combater o isolamento dos mais idosos, mesmo com uma escassa oferta de transporte público, e colmatar algumas dificuldades económicas, num concelho onde a generalidade dos idosos auferem de pensões baixas, refere um comunicado.

Na reunião de hoje, o PS apresentou também uma proposta de criação de um parque de campismo no concelho, como pólo de fixação de visitantes e como elemento dinamizador da economia local, pretensão que não foi acolhida no momento.

O grupo do PS solicitou também esclarecimentos sobre o investimento em termos de habitação estimado para o concelho, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, sendo que está prevista a construção de 26 fogos no local onde seria implantado o centro de saúde.

Os socialistas apresentaram ainda um voto de congratulação ao Clube Desportivo e Recreativo dos Prazeres, pelo apuramento, pela primeira vez, no Campeonato Europeu de Clubes na modalidade de badminton.