PAN salienta importância das abelhas no Dia Mundial destes insectos

Acerca do Dia Mundial das Abelhas, que se assinala hoje, 20 de Maio, o PAN-Madeira cita a Royal Geographical Society de Londres, \que considerou as abelhas “seres vivos insubstituíveis”

“Os atentados sucedem-se e as populações de abelhas diminuem à escala global, nos EUA nos últimos três anos a sua população reduziu-se 40%, tendo-se verificado reduções significativas também no Canadá, Alemanha, França, Bélgica, China, Índia, etc..

As abelhas contribuem para a biodiversidade sendo directamente responsáveis pela fecundação de mais de 70% das angiospermas (o maior grupo de plantas do planeta) e cerca de um terço das culturas agrícolas. São muitos os alimentos cuja produção depende exclusivamente das abelhas”, salienta o PAN.

Também entre nós as colónias de abelhas diminuem. Nesse sentido e para contrariar esta tendência o PAN recomenda ao governo regional, câmaras municipais e juntas de freguesia que sejam criados corredores e abrigos para abelhas e outros insectos polinizadores, com o objectivo de numa primeira fase definir as zonas que poderão acolher os abrigos e corredores para estes insectos, tais como hortas comunitárias, jardins ou parques, e posteriormente sejam implantadas estruturas com várias cavidades que sirvam de abrigo seguro de várias espécies de abelhas.

O desaparecimento dos insectos polinizadores, como as abelhas, nomeadamente devido ao uso de pesticidas ou aos efeitos das alterações climáticas, têm um impacto muito grave na sobrevivência das outras espécies e do planeta. O Funchal e as restantes localidades da região um papel fundamental na criação de canais de polinização. Para além de jardins e parques, existem os terraços e fachadas verdes que se têm revelado novos habitats para estas espécies.

O PAN propõe o cultivo de espécies de flores e plantas autóctones atractivas para estes insectos, de modo a podermos aumentar as suas colónias. O partido entende ser fundamental:

– que o governo regional e os diferentes municípios implementem uma estratégia local para a protecção destes insetos, que inclua a não utilização de pesticidas nocivos;

– que a Secretaria Regional de Educação implemente nas escolas o projeto “guardiãs da vida”, com o objectivo de promover a sensibilização para a importância dos insectos polinizadores na biodiversidade.

Nestas propostas, o PAN destaca refere a importância da preservação da biodiversidade e da proteção da natureza e o papel fundamental que os insectos têm no ecossistema terrestre, uma vez que agem como polinizadores e providenciam uma base alimentar para várias outras espécies.

“Precisamos de tudo fazer para que a icónica frase de Albert Einstein não se mostre profética: “Sem as abelhas, o ser humano pode desaparecer em quatro anos”.