Lopes da Fonseca não poupa elogios à empresa ACIN

O CDS está actualmente a realizar uma série de visitas a empresas e instituições dos vários concelhos da Região, contactando com autarcas locais e com a população.

Hoje, a visitada foi a empresa ACIN, no concelho da Ribeira Brava. “Uma empresa modelo a nível regional e um dos grupos portugueses com soluções tecnológicas de maior destaque no país”, refere o partido.

Esta empresa de referência no mercado tecnológico está no mercado há mais de 20 anos e conta já com 4 empresas, 12 plataformas de software a operar no mercado, cerca de 250 colaboradores e 270 mil clientes em todo o mundo.

“Esta empresa é um exemplo do que de melhor se faz na Madeira e é também um exemplo de que o Governo Regional está com uma estratégia cada vez mais consolidada, no sentido de apoiar as empresas que têm esta preocupação estratégica de transição para o digital”, diz a propósito Lopes da Fonseca.

O líder parlamentar do CDS constata que “o Governo Regional está a olhar para o futuro e temos que aproveitar, sobretudo, as verbas do Plano de Recuperação e Resiliência. Há cerca de 230 milhões do PRR para a transição digital e se não aproveitarmos esta oportunidade, provavelmente ficaremos parados no tempo”.

O centrista recorda que, nesta fase difícil da pandemia “e ao contrário do que alguns dizem por aí, não fora os apoios do Governo Regional às empresas, provavelmente teríamos milhares de pessoas no desemprego. O apoio às empresas, quer através do INVEST Madeira, como das outras linhas de apoio, foi fundamental. E, sem esses apoios, certamente que o desemprego na Região Autónoma da Madeira estaria numa situação bem mais difícil do que aquela em que se encontra atualmente. Lembra, também, que não houve qualquer apoio por parte do Estado para a Região conseguir fazer face às dificuldades que teve com a pandemia!”

Esta empresa é um exemplo daquilo que deve ser feito por outras empresas em termos de inovação e digitalização. E é, também, um exemplo no que se refere à captação de jovens licenciados, sobretudo da Universidade da Madeira, pois o índice de emprego aqui na ACIN, principalmente ao nível dos Engenheiros Informáticos, é de relevar.

“Praticamente, todos os jovens da Universidade da Madeira, licenciados em Engenharia Informática, todos eles têm saída profissional e, muitos deles, vêm trabalhar para esta empresa”, diz o líder parlamentar do CDS.