PSD espera que Orçamento de Estado “ajude as empresas e as famílias”

A deputada social-democrata na Assembleia da República, Sara Madruga da Costa, frisou hoje a necessidade de ajustar e adequar o Orçamento que será apresentado amanhã no parlamento nacional, à realidade e, principalmente, aos tempos difíceis que se avizinham, no contexto da guerra na Ucrânia. O orçamento deve colocar todas as suas prioridades nas pessoas e nas empresas, diz o PSD, que entende que esta proposta “não pode ser igual à proposta que foi apresentada no ano passado e reprovada, proposta que, na altura, tivemos a oportunidade de criticar precisamente porque não servia o País nem a Região”.

O PSD espera que a proposta venha a contemplar dois pontos essenciais: “Primeiro, que contenha medidas concretas para ajudar as famílias, as empresas e os agricultores de todo o país – medidas essas que também se devem repercutir na Madeira, para fazer face às consequências da guerra – e, em segundo lugar, que contenha medidas concretas para resolver os inúmeros dossiês que, ao longo dos últimos seis anos, foram detalhados por nós e que continuam pendentes para a Madeira”.