Mais 10 toneladas de ajuda humanitária seguem da Madeira para Lisboa

Segundo uma informação adiantada por Valentyna Chan, representante da Associação dos Ucranianos de Portugal na Madeira, na passada terça-feira, 29 de Março, saiu da Madeira, a bordo do navio “Rebecca S”, da GS LINES (Grupo Sousa), o quarto contentor com ajuda humanitária para o povo ucraniano, levando um total de 10 toneladas.

“Em cerca de um mês, a operação logística de acção humanitária promovida pela Associação dos
Ucranianos em Portugal, em parceria com a Câmara Municipal do Funchal e o Grupo Sousa, já
permitiu o envio para Portugal Continental de quatro contentores com bens essenciais doados
pelos madeirenses, num total de 25 toneladas de alimentos, medicamentos e roupa”, refere-se numa nota.

“Chegados a este momento, e como primeiro balanço, assumimos agora, como prioridade principal, a doação de alimentos como barras energéticas, bolachas, chás, enlatados, papas para bebés, leite em pó, mas também artigos de higiene pessoal como pasta de dentes, detergentes corporais, fraldas (adulto e bebé), kit primeiros socorros (ligaduras, desinfectantes, analgésicos)”, refere Valentyna Chan.

“Exortamos toda a população e instituições para que continuem a apoiar esta causa e a que os bens doados sejam entregues na LOGISLINK-Cancela”, refere.”

“Este movimento humanitário superou, em pouco tempo, as nossas melhores expectativas, sendo de saudar o envolvimento da sociedade madeirense nesta campanha. As dádivas continuam a chegar, diariamente, às instalações da LOGISLINK-Cancela, através da contribuição de anónimos, associações, comerciantes, empresas, escolas, entidades públicas e organizações
religiosas”, refere-se.

A Associação dos Ucranianos em Portugal releva o trabalho incansável de dezenas de voluntários
que, desde o início da operação, tem vindo a fazer a triagem dos bens doados e sem a qual
esta iniciativa seria impossível de concretizar. “Do mesmo modo, destacamos o empenho dos profissionais do Grupo Sousa que estão, directa ou indiretamente, envolvidos nesta operação, através das empresas LOGISLINK, GS LINES, Opertrans e OPM. O nosso MUITO OBRIGADO!”