“Ginásio ao ar livre” na promenade dos Reis Magos é exemplo de boa aposta

Na recém-remodelada promenade da praia dos Reis Magos, encontramos um bom exemplo de mobiliário urbano. De facto, naquele agradável espaço foram instalados equipamentos de ginástica que, pela sua durabilidade e bom gosto, se enquadram sem quaisquer problemas no espaço envolvente. E é percorrer aquela zona à beira mar para encontrar múltiplos cidadãos, de todas as idades, a fazer exercício, desde o mais simples de todos (corrida e ginástica) aos exercícios agora assistidos pelas máquinas lá instaladas.

Utilizando princípios de isometria baseados no esforço causado pela elevação do próprio peso do corpo, potenciada com alguma assistência para que esse esforço não seja excessivo, sendo assim disponível aos cidadãos mais idosos ou em pior forma física, esses aparelhos deveriam ser instalados numa variedade de espaços públicos aprazíveis por toda a Madeira. Constituem um investimento não muito significativo e o bem que fazem à população é inquestionável.

Para os que estão em melhor forma física, existem naquele local paralelas simétricas ou barras de diversos níveis, para elevações, assim como um aparelho que permite “puxar” pelos abdominais.

A promenade dos Reis Magos converte-se assim de passeio aprazível e local já de si agradável para exercícios físicos junto ao mar, num verdadeiro pequeno ginásio ao ar livre. O exemplo é positivo e são muitos os que, correndo, andando ou fazendo exercícios diversos, acorrem àquele lugar.