Entrevista: Europa vai canalizar para a Madeira mais de 2 mil milhões de euros até 2028/29

Fotos Rui Marote

Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Re-Act (que surgiu de uma reprogramação e reforço do Quadro Financeiro Plurianual 14-20). O pacote “Nex Generation” associado ao próximo Quadro Comunitário de Apoio (QCA) prevê para a Madeira, até 2028/29, mais de 2 mil milhões de euros.

O número foi avançado ao Funchal Notícias pelo secretário regional das Finanças, Rogério Gouveia.

Só do Re-Act são 79 milhões de euros (4% da dotação nacional) cuja execução prevista é até janeiro de 2023. Na Madeira vão ser usados nas chamadas necessidades sociais (saúde, empregabilidade, etc.).

Já o PRR -cuja execução vai de 2021 a 2026- tem duas dotações atribuidas à Região: 561 milhões de euros de subvenções para medidas RAM (transição digital, alterações climáticas e resiliência) e apoio às empresas, empregabilidade e promoção de políticas ativas de emprego.

Já o QCA 21-27, que pode estender-se até 2029, tem, para a Madeira, uma dotação prevista de 1.230 milhões de euros. São verbas que irão chegar via FEDER, Fundo Social Europeu, Programa de Desenvolvimento Rural (PRODERAM), assim como as parcelas do FEAMP, Fundo de Coesão e POSEUR.