ANP Madeira comemora amanhã 11 anos na Região

A Associação Nacional de Professores (ANP) – Secção Regional da Madeira celebra amanhã, dia 22 de Setembro, 11 anos de existência na RAM. Ao longo destes anos, salienta numa nota às Redacções, “tem vindo a crescer em número de associados o que faz com que seja a maior Associação de Professores da Madeira”.

Para o presidente da Secção, Luís Alves, o crescimento da ANP Madeira “deve-se à confiança que os educadores e professores da Madeira e Porto Santo tem vindo a ter em relação à nossa instituição e por isso para além do orgulho no crescimento é para nós (ANP) uma grande responsabilidade, pois já representamos mais de 20% dos docentes da RAM”.

Luís Alves afirma que a ANP tem vindo a crescer ao longo destes anos porque tem feito um trabalho em prol da educação regional e tem estado na linha da frente para que junto da tutela possa apresentar pareceres que dignifiquem a classe tanto a nível regional como nacional.

Refere ainda que estes dois últimos dois anos foram anos de pandemia e que os educadores e professores “foram e são uns heróis” no modo como se adaptaram à mesma.

“Durante este último ano, o país prestou tributo, e bem, aos profissionais de saúde, aos bombeiros, às forças de segurança, às autarquias e aos trabalhadores da designada “linha da frente” pela forma como responderam à pandemia, no entanto, os educadores e aos professores são também merecedores deste leque de heróis de reconhecimento público, pela forma como conseguiram adaptar-se a este “vírus” e como conseguiram ultrapassar todas as barreiras”, considerou.

O dirigente salienta que a organização tem realizado Webinars com vários temas e oradores convidados do âmbito regional e nacional, abrangendo mais de cinco mil docentes. “Nesta área promoveu também, ao longo de este ano e meio cerca de 45 formações Validadas e Acreditadas com temas pertinentes e que foram ao encontro das necessidades dos docentes da RAM, o que fez com o nosso centro de formação tivesse um crescimento de mais de 100% em formação de docentes por ano lectivo”.