PS propõe mercado agrícola para o Arco da Calheta

A valorização do setor primário é um dos propósitos da candidatura do Partido Socialista à Junta de Freguesia do Arco da Calheta.

Nélio Jardim, que encabeça a lista socialista a este órgão autárquico, refere que a freguesia tem um grande potencial agrícola, mas que o mesmo não está a ser devidamente aproveitado, razão pela qual entende que há que criar incentivos ao desenvolvimento desta atividade, a começar pelos circuitos de escoamento dos produtos.

O candidato do PS propõe-se, por isso, a criar um mercado agrícola para que os agricultores da freguesia tenham oportunidade de comercializar os seus produtos. Neste campo, a candidatura socialista quer igualmente incentivar a criação da associação de agricultores do Arco da Calheta, um organismo que visa, precisamente, dar apoio a quem trabalha a terra e encontrar soluções para ajudar a desenvolver a atividade agrícola, fazendo da mesma uma aposta cada vez mais rentável e potenciadora da criação de postos de trabalho.

Por outro lado, para ajudar a valorizar e dinamizar as tradições e a cultura locais, Nélio Jardim pretende organizar mostras de artesanato aos domingos, quinzenalmente, nas pracetas do Loreto e do Arco, assim como promover o artesanato local nos hotéis do concelho.

A limpeza e reparação das veredas e trilhos existentes na freguesia, o apoio às famílias mais carenciadas e a criação de postos de abastecimento de água potável são ainda outras propostas do Partido Socialista para a freguesia do Arco da Calheta.