Confiança promete nada menos do que “dez novas acessibilidades rodoviárias”

A candidatura da Coligação Confiança à CMF foi hoje a São Martinho, onde o candidato à Presidência da autarquia, Miguel Gouveia, apresentou um plano para a construção de, nada mais nada menos do que dez novas acessibilidades rodoviárias no concelho.

As mesmas traduzir-se-ão, afirmou, em “vias estruturantes, alargamento de caminhos para permitir a passagem de transportes públicos colectivos, e ainda a construção de acesso local a zonas que não são servidas por nenhum acesso rodoviário”-

O candidato à Presidência da Junta de Freguesia de São Martinho, Duarte Caldeira, e o candidato a vereador das Obras Públicas, Rúben Abreu, estiveram presentes na ocasião.

Miguel Gouveia explicou que “a Coligação Confiança tem cerca de uma dezena de intervenções preparadas para a rede viária municipal, começando por duas empreitadas em São Martinho, desde logo a construção de uma ligação entre a Travessa do Amparo e o Caminho de São Martinho, que permitirá que todos os moradores desta zona possam aceder de forma mais célere ao centro da freguesia, sem ter de se deslocar à zona do Amparo, uma vez que a rotunda ali existente, com passagem pela Avenida Mário Soares, é de contorno obrigatório.”

“A outra intervenção prevista para a freguesia é a ligação entre o Beco do Relojoeiro e a Travessa do Papagaio Verde, que criará uma ligação direta a uma nova centralidade do Funchal, mais precisamente ao novo hospital, permitindo que estes munícipes tenham muito melhores condições de mobilidade na zona oeste da cidade”, acrescentou o candidato.

“Estas duas vias estruturantes”, diz, “contemplam um investimento de 1,5 milhões de euros em São Martinho, sendo que a Coligação Confiança tem intervenções igualmente previstas nas freguesias de São Gonçalo, Monte, São Roque e Santo António, além de outras intervenções de menor escala nas restantes freguesias do concelho. No global, serão investidos cerca de 6,5 milhões de euros em novas acessibilidades no próximo mandato”, prometeu.