Comunicação social na Madeira “enfrenta o seu pior período”

A CDU promoveu ontem à tarde um debate público sobre “Comunicação Social e a Democracia” que contou com a participação do jornalista Nicolas Fernandez. A iniciativa integrou-se no ciclo “Conversas com Sequências”.

Na sua intervenção inicial, o jornalista Nicolas Fernandez analisou as incidências das mais recentes mudanças operadas na Comunicação Social na Região, tendo referido que “um grande problema resulta da concentração da Comunicação Social. Três grupos económicos concentram directa ou indirectamente todo o universo da Comunicação Social nesta Região”.

No prosseguimento da sua intervenção, Nicolas Fernandez adiantou que, “de entre as várias questões que esta realidade coloca, o problema maior é o facto de um poder económico que já controlava o poder político, ter passado a controlar directamente a Comunicação Social. Ora, as implicações são profundas para a qualidade da Democracia”, considerou.

Segundo Nicolas Fernandez, “depois do 25 de Abril de 1974 nunca como agora a comunicação social foi tão controlada. Poder-se-á mesmo dizer que a Comunicação Social na Região enfrenta o seu pior período”, entende.

No entanto, disse ainda Nicolas Fernandez, que “apesar deste contexto de dificuldades, nas Redacções ainda existe empenhamento da parte de jornalistas com grande sentido profissional e brio jornalístico”.