Delegação de Saúde de Cabo Verde em visita ao Centro de Simulação Clínica da Madeira

O Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira recebeu uma delegação de Cabo Verde para conhecer o Centro de Simulação Clínica da Madeira (CSCM), com o objectivo de poder replicar naquele país a criação de um centro deste tipo, segundo uma informação enviada às Redacções.

O diretor nacional de Saúde cabo-verdiano, Jorge Barreto, explicou que a visita se enquadra no conhecimento in loco da actividade, instalações e criação do CSCM. “Escolhemos o CSCM porque Cabo Verde pretende instalar um centro semelhante”, explicou, reconhecendo que após a visita ficará criado “um plano mais ou menos fechado”.

“Enquanto o espaço não existe, pode haver aqui oportunidades de intercâmbio, de cooperação, de formação que podemos ir fazendo antes mesmo de o espaço estar disponível e a ideia é termos esta ligação de uma forma constante e mais frequente e contamos com o apoio do CSCM para ajudar-nos naquilo que for preciso para podermos implementar o centro em Cabo Verde”, referiu.

O responsável reconheceu que a visita permitiu ter noções do espaço e dos recursos necessários que servem de “elementos para análise”, aproveitando a experiência do CSCM.

No entender da médica coordenadora do CSCM, Regina Rodrigues, “o interesse demonstrado pelos responsáveis da saúde de Cabo Verde nesta visita significa, em primeiro lugar, o reconhecimento da qualidade do centro e do valor da formação que ministra e que está alinhado com a visão do próprio CSCM: ser um centro de referência educacional, agregador e dinamizador do ensino biomédico na Região Autónoma da Madeira, com parcerias nacionais e internacionais, em contexto de formação pré e pós-graduada no âmbito da saúde”.

“Em segundo lugar”, apontou, “traduz a visão partilhada e a vontade comum das duas regiões para trabalhar em prol da qualidade e segurança dos doentes e profissionais, através da formação com recurso à Simulação”.

Regina Rodrigues esclareceu que “com este propósito, esta visita tem como finalidade estabelecer sinergias e perspectivar formas de cooperação entre o SESARAM, através do CSCM e Cabo Verde, no que respeita à Formação, Investigação, Ensino e Inovação pré e pós-graduada, em áreas médicas e biomédicas”.

Esta comitiva reuniu com o secretário regional da Saúde e da Protecção Civil, Pedro Ramos, com o governante a agradecer a visita considerando ser um passo importante para reforçar laços institucionais existentes entre dos dois arquipélagos.

“A Madeira irá disponibilizar a sua experiência em matéria de simulação clínica, conhecimento e formação”, disse.

O Centro de Simulação Clínica da Madeira, em actividade desde 2013, possui instalações físicas privilegiadas (construídas para este propósito), um espólio de simuladores modernos, manequins de alta-fidelidade, instrutores de simulação certificados e uma vasta experiência em formação com simulação em várias áreas e especialidades, o que o torna um parceiro de excelência para um centro em germinação como o que nascerá em Cabo Verde.

O programa da visita inclui encontros e reuniões de trabalho com os diferentes serviços de apoio ao centro, das áreas do Núcleo de Instalações e Equipamentos, Electromedicina, Informática e Formação, com vista à partilha de experiências, ideias e projectos.

Integram este grupo de visitantes cabo-verdianos, para além do director macional de Saúde, o director da Direcção Geral do Planeamento, Orçamento e Gestão, Bruno Santos, a enfermeira de área de Emergências e Segurança do Doente, Edite Lopes e a arquitecta do Ministério da Saúde cabo-verdiano, Perla Fortes.