Painel Externo felicita IPFN e UMa pela criação de pólo na Região

A Universidade da Madeira anunciou que acabou de ser publicado o relatório final da sétima reunião do Painel Consultivo Externo (External Advisory Panel (EAP)) do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN), unidade de investigação do Instituto Superior Técnico (IST). O IPFN é representado na RAM através do seu Pólo na Universidade da Madeira (UMa). Na última avaliação promovida pela Fundação para a Ciência e Tecnologia aos Laboratórios Associados, o IPFN obteve a classificação de Excelente. O EAP 2021 é constituído por cinco investigadores internacionais de renome mundial.

Segundo a UMa, a reunião decorreu nos passados dias 16 e 17 de Março. Durante a mesma foram apresentadas as actividades desenvolvidas e os resultados alcançados por todos os grupos do IPFN, no período 2015-2020. Foram igualmente discutidas as estratégias a adoptar nos próximos anos. No seguimento desta reunião, foi elaborado um relatório final com informação sobre questões estratégicas e organizacionais, realizações e perspetivas futuras do IPFN e de todos os seus grupos.

No que diz respeito ao Polo do IPFN na UMa, o relatório salienta a importância da sua criação pois assegurou uma linha de financiamento autónoma da do instituto e permitiu o acesso ao financiamento regional, uma oportunidade já utilizada, no âmbito do “PlasMa: theory and advanced simulation of plasmas relevant to energy applications”, um projeto com financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional no âmbito do Programa Operacional da Região Autónoma da Madeira 2014-20 através do Instituto de Desenvolvimento Regional (IP-RAM), com incidência na área da Energia, mobilidade e alterações climáticas.

O relatório do EAP destaca, também, o elevado número de colaborações internacionais do Pólo com diversas empresas privadas e instituições públicas, em particular, com Siemens, Schneider Electric e o CERN – Centro Europeu de Pesquisa Nuclear. O EAP aconselha veementemente a prossecução destas colaborações, dada a sua importância do ponto de vista científico, financeiro, e das aplicações benéficas para a sociedade.

Outros aspectos realçados no relatório do EAP foram a publicação de um novo modelo de manchas catódicas em elétrodos em arcos de vácuo, que foi reconhecido pelo American Institute of Physics, a participação dos membros do Polo em conferências internacionais de alto nível, e a organização da Etapa Regional das Olimpíadas Nacionais de Física e do International Masterclass “Hands on Particle Physics”.

A estratégia definida para os próximos anos mereceu um amplo apoio do EAP e passa, mais especificamente, pelo desenvolvimento de métodos de modelação e simulação de sistemas de plasma, tendo por base modelos realistas de interacções plasma-elétrodos.

O Pólo do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear na UMa foi criado em 2017, no seguimento da assinatura de um protocolo de cooperação entre a instituição de ensino superior madeirense e o IST. Está sediado no Departamento de Física, da Faculdade de Ciências Exatas e da Engenharia, e é coordenado, desde 2019, pela Prof.ª Doutora Helena Kaufmann. É constituído atualmente por sete doutorados (um professor catedrático, um professor associado, dois professores auxiliares, um investigador auxiliar e dois investigadores juniores). Obteve financiamento na ordem dos 1,7 milhões de euros, no período 2015-2020.