ARM quer recuperar 90 km de canais em vários concelhos

A secretária regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada, visita amanhã, dia 6 de Maio, pelas 10h00, juntamente com o presidente da ARM, os trabalhos de recuperação da Levada dos Cardais, no âmbito das 17 empreitadas que preveem a recuperação de cerca de 90 km de canais, afetados pela intempérie de Dezembro de 2020 nos concelhos de São Vicente, Santana, Machico, Funchal e Santa Cruz.

A Levada dos Cardais na freguesia de São Vicente é uma das mais importantes da freguesia e sofreu danos consideráveis. Para a recuperação de cerca de 5 km de canal, estão a ser investidos cerca de 160 mil euros (com IVA).

O total das intervenções previstas representam um investimento de Investimento 3,4 M€ (com IVA).

Na sequência do mau tempo que se verificou na Região, no dia 25 de Dezembro de 2020, com maior impacto na Costa Norte, as infraestruturas do regadio público associadas às várias levadas localizadas nos concelhos de São Vicente, Santana, Machico, Funchal e Santa Cruz, foram fortemente afectadas, com destruição de troços de canal e de condutas essenciais para a garantia do regadio agrícola, recorda a Secretaria.

No caso particular do concelho de São Vicente, que foi um dos concelhos mais afetados, o investimento rondará os 1,3 M€ (com IVA), para a recuperação da rede de rega nas três freguesias, nomeadamente São Vicente, Ponta Delgada e Boaventura.

O “período de giro” na Região tem início, habitualmente, no mês de Maio, pelo que se tornou necessário a realização de um conjunto de empreitadas urgentes para a desobstrução e a reconstrução de toda a rede de rega afectada, de modo a garantir o regadio das zonas abrangidas pelos canais, durante o período de verão que se avizinha.

Para o efeito, a ARM lançou um conjunto de 17 empreitadas nos concelhos mais afectados, para a recuperação de cerca de 90 km de canais.