Jornal “Expresso” dá como certa a passagem de cruzeiros pelo Funchal em 2021

A MSC é uma das companhias citadas

O jornal “Expresso” publicou um extenso artigo sobre a retoma do mercado dos cruzeiros, no qual é dado como certo que haverá navios de diferentes companhias, como a Mystic Cruises ou a MSC Cruzeiros a rumar à Madeira este ano. Alguns  cruzeiros serão efectuados por navios novos em folha.

“Se no verão, a pandemia já estiver controlada, as vacinas generalizadas, e se tudo correr bem, poderá finalmente fazer o cruzeiro há tando adiado”, promete o artigo do Expresso. “Como atrativo para o mercado nacional, a MSC Cruzeiros vai fazer 31 escalas em Portugal durante o verão. São uma série de itinerários com partida e chegada a Lisboa, bem como a Leixões e ao Funchal, na Madeira, com a vantagem dos cruzeiros na capital contarem com o novo “MSC Virtuosa”, que foi entregue à companhia no passado dia 1 de Fevereiro”, pode ler-se. Veja o link:

https://expresso.pt/sociedade/2021-04-08-Guia-para-ficar-a-saber-como-esta-o-mundo-dos-cruzeiros-851f4125

A MSC Cruzeiros deverá disponibilizar cinco cruzeiros com partida e chegada a Lisboa, incluindo quatro itinerários de nove noites e que terão partida a 18 e 27 de Setembro, bem como a 6, 15 e 24 de Outubro, com escalas em Barcelona, Marselha, Génova (com embarques), Málaga e Casablanca, além de um cruzeiro de 10 noites, com saída a 24 de Outubro, que inclui as mesmas escalas, bem como paragem em Alicante. As reservas para a primeira viagem do navio de cruzeiros “MSC Virtuosa” a partir de Lisboa em 2021 já estão esgotadas, informa o Expresso, que acrescenta: “Para os passageiros que preferirem embarcar na Madeira, vão estar disponíveis quatro cruzeiros de 11 noites com embarque e desembarque no Funchal, com partidas a 10 e 21 de Outubro, bem como a 1 e 12 de Novembro, incluindo escalas em Málaga, Civitavecchia (Roma), Génova, Marselha, Barcelona, Casablanca e Tenerife”.

“Todos os cruzeiros previstos para o Funchal vão decorrer no “MSC Splendida”, sendo que, além dos itinerários de 11 noites, a companhia vai ainda oferecer dois cruzeiros de reposicionamento, o primeiro com partida de Génova a 4 de outubro de 2021 e duração de seis noites, enquanto o outro, de cinco noites, tem partida do Funchal a 23 de novembro e destino a Génova”, acrescenta-se.

Entretanto, e neste momento, o Expresso diz que os navios de cruzeiros vão continuar sem poder desembarcar em Portugal. “De acordo com despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República, as restrições estabelecidas em maio para o desembarque deste tipo de embarcações nos portos nacionais foram prolongadas até 14 de abril. Esta é a 20.ª vez que a interdição do desembarque e licenças para terra de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro nos portos portugueses se vê prolongada. A proibição que conta com algumas exceções. Não se aplica aos cidadãos nacionais ou aos titulares de autorização de residência em Portugal. O desembarque por motivos excecionais ou urgentes que contem com a “autorização da autoridade de saúde” é também permitido, o que incluiu as situações de repatriamento imediato. Mantém-se, também, a autorização de atracação de navios de cruzeiro nos portos nacionais para espera, para fins de reparação naval e também de abastecimento, mas sob condição de apenas estar no navio a tripulação mínima ”necessária para a realização da operação”.