Estepilha: “Baixio” não respeita a quinta-feira santa

Rui Marote
Prometemos não voltar a carga com o navio-draga “Baixio”, mas não se consegue, dado o que observamos… Nas últimas semanas, o que já era normal, a draga trabalha quando lhe apetece…  Obras intermináveis! Não sabemos se as quotas de dragagem do contrato já foram alcançadas. Nem um euro a mais, exclamou a respeito Paula Cabaço, que dirige a APRAM… Esta semana o “Baixio” esteve atracado no cais de São Lázaro na segunda e terça-feiras. Anteontem operou e ontem, Quinta Feira Santa, laborava em frente ao cais para “remissão dos seus pecados ” A dragagem do porto do Funchal é um autêntico suplício de Tântalo. Draga hoje, no dia seguinte chove e o volume de inertes volta à “primeira forma”. Esta draga está obsoleta, diz o Estepilha… Transporta mais água salgada que lama  e inertes. Até quando este “navio Maria da Fumaça” vai continuar a fazer parte da paisagem insólita do Porto do Funchal?