MDM-Madeira propõe-se analisar os impactos da pandemia nas mulheres

O MDM-Madeira vai realizar uma iniciativa alusiva ao Dia Internacional da Mulher, subordinado à temática “Impactos da Pandemia nas Mulheres – o agravamento das desigualdades”. Participarão, como oradores, uma dirigente nacional do MDM ( Tânia Mateus), um dirigente sindical (Alexandre Fernandes), uma psicóloga clínica (Dra. Luísa Santos) e uma representante da Associação Presença Feminina (Dra. Silvana Freitas), para se debater e reflectir sobre os principais sectores em que as mulheres têm sido (ainda mais) penalizadas no contexto pandémico que vivenciamos desde há um ano: trabalho, saúde mental e violência.

Há a ideia generalizada de que as mulheres aguentam muito mais do que pensam e que a “capacidade de superação faz parte da identidade feminina” – mas foi a própria ONU que já veio alertar para os riscos a que as mulheres estão sujeitas ao nível da saúde, segurança e protecção social “por causa do seu género”, e a exacerbação desses riscos decorrentes da pandemia, diz a coordenadora do MDM-Madeira, Sílvia Vasconcelos.

“O encerramento dos locais de trabalho, das escolas e demais serviços veio acentuar as disparidades sociais. São as mulheres que surgem em maior número na linha da frente, nomeadamente nos cuidados de saúde, no comércio, na restauração e noutras indústrias. E estão sujeitas a uma maior e dupla carga de trabalho, quer no emprego, quer em casa, segundo alguns estudos. São também elas que têm também uma maior probabilidade de perder o emprego na decorrência da pandemia”, considera.

Por outro lado, também a violência doméstica, psicológica, física ou sexual sofreu um agravamento durante a pandemia. Ou seja, o lar que deveria ser um “porto de abrigo” tem sido um lugar de medo e de insegurança para muitas mulheres, que passam muito mais tempo com o agressor num confinamento obrigatório, e sem estruturas de suporte de amigos ou de familiares, mais afastados pelas recomendações de isolamento social, aponta.

A iniciativa, que se propõe debater estes temas, recorrerá às plataformas virtuais para a sua divulgação (página do MDM – Madeira | Facebook) – já no próximo dia 5 de Março, sexta-feira, às 18h30 horas.