Posto Emissor do Funchal passa finalmente para a Rua 5 de Outubro

Rui Marote
Finalmente há luz verde: a Diocese transfere o Posto Emissor do Funchal (PEF), para a Rua 5 de Outubro, nº 8, junto à Rampa do Cidrão. O Funchal Noticias, a 23 de Junho de 2017, dava já como certa essa transferência. Decorridos quatro anos, os trabalhadores veem este sonho concretizar-se.
A rádio madeirense mais antiga, propriedade da Diocese tem  os dias contados no velho edifício muito degradado da Rua Ponte de São Lázaro. Prosseguirá num lugar melhor.
Em Abril de 2018, o Funchal Noticias divulgava que a Diocese adquirira à banca o imóvel, pela módica quantia de 500 mil euros.
O edifício pertencia à família do Engº Tomás Santos e Maria do Carmo Santos, já falecidos, mas devido ao passivo e outras complicações, estavam na mão da banca para venda.
As lojas na rua Serpa Pinto, ex-agência de viagens, e uma garagem anexa, fizeram parte da venda.
O cónego Martins, que gere a pasta do património da Igreja e que herdou este impasse, deu luz verde ao negócio e muito em breve iniciar-se-ão obras na Rua 5 de Outubro, no prédio que se encontra devoluto e foi doado à Igreja já há alguns anos.
Finalmente a transferência de todos os órgãos de comunicação da igreja como o Jornal da Madeira realizar-se-á para este novo espaço. Tendo-se arrastado no tempo todo este impasse, não sabemos qual o destino que a Diocese dará ao imóvel que agora abandona no centro da cidade, mas tudo leva que colocará à venda.
Como curiosidade, refira-se que foi neste edifício da 5 de Outubro que o agora presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, teve em tempos um escritório de advocacia.