PCP denuncia “chumbo” de subsídio de penosidade aos trabalhadores da ARM

O PSD e o CDS chumbaram na passada quarta-feira na 43ª reunião plenária da actual sessão legislativa uma proposta do PCP que defendia a atribuição de um suplemento remuneratório por trabalho em condições de risco, penosidade e insalubridade para os trabalhadores da ARM, diz o PCP.

Para este partido, a atribuição deste suplemento por insalubridade, penosidade e risco não constitui um privilégio, mas sim um direito dos trabalhadores e uma justa compensação pelo conteúdo e natureza das funções exercidas. Na RAM, uma parte significativa do trabalho de recolha e gestão de resíduos está atribuída à empresa ARM, actualmente com cerca de 700 trabalhadores, muitos deles responsáveis pela remoção de resíduos urbanos, exercendo funções iguais aos trabalhadores das autarquias do sector da salubridade. “É da mais elementar justiça que os trabalhadores da ARM tenham acesso a um suplemento remuneratório idêntico ao que agora os trabalhadores da administração local têm direito”, entendem os comunistas, que prometem continuar a intervir “na defesa dos direitos e justas aspirações” dos trabalhadores da ARM.