Armador, mestre, pescador em quarentena a bordo

Rui Marote
O comandante, num naufrágio, é sempre o último a abandonar a embarcação. O espadeiro Maria Floripes mantém em quarentena a bordo o mestre deste pesqueiro. Graças a este condutor de homens (que, tendo descoberto, como o FN noticiou, que um dos seus tripulantes tinha testado positivo, fez questão de manter toda a tripulação a bordo, até que as entidades de saúde finalmente tomassem medidas) não se contribuiu mais para a propagação do coronavírus.
foto colhida anteriormente.
O mestre aproveita o tempo de confinamento para efectuar pequenos trabalhos, como descarregamento de isco a ser guardado em refrigeração, com o apoio do pessoal da lota e entreposto frigorífico, sempre disposto a ajudar.
Esta manhã o FN assistiu a estas operações. A restante tripulação está confinada num hotel, sob a alçada das entidades de saúde.