JPP defende José Reis contra ataques “vis e mentirosos” do PSD

O presidente do JPP, Filipe Sousa, emitiu nessa qualidade um comunicado no qual acusa o PSD de, “já em desespero eleitoral” estar há dois dias a atacar, “de forma vil e mentirosa”, o presidente da Junta de Freguesia do Santo da Serra.
“Porque o ataque a José Reis não tem justificação, nem correspondência com a atitude ética e responsável daquele autarca, o JPP vem, por este meio, manifestar a sua solidariedade ao presidente da Junta de Santo António da Serra”, refere o comunicado.
Segundo o JPP, “o ataque do PSD àquele que é um autarca considerado e acarinhado pela população só tem uma razão de ser: com José Reis, o Santo da Serra tem um programa, uma acção de proximidade aos que mais precisam e um presidente sempre pronto a ir para o terreno. Ou seja, o Santo da Serra
tem o que nunca teve e honra, de forma exemplar, aquela que deve ser a principal marca do poder autárquico de proximidade”, refere-se.
José Reis, afirma o partido, “tem cumprido exemplarmente o programa apresentado à população e marcado a diferença entre um passado obscuro e de inacção e um presente no qual o Santo da Serra pode contar com os seus eleitos, pode ver obra feita e pode, sobretudo, ter a certeza de que nada é feito nas costas do povo”.
O “Juntos pelo Povo” descreve José Reis como “a personalização do trabalho, da ética política, da transparência e da entrega simples e dedicada à causa pública e aos que lhe deram a confiança no voto”. Alguém que “deixa a nu, por contraponto, a verdadeira natureza do PSD, que teve a sua oportunidade de trabalhar em favor do povo e não o fez. E é isto que o PSD não perdoa a José
Reis”.