Reedições e traduções marcam os 50 anos de vida literária de José Viale Moutinho

Na abertura da temporada, várias reedições e traduções marcam os 50 anos da vida literária do escritor José Viale Moutinho. Com a chancela Cadmo, da Imprensa Académica da Universidade da Madeira, sairá em breve um volume intitulado “Lendas e Contos Populares das Ilhas da Madeira e do Porto Santo”, bem como uma antologia de contos de ambiência madeirense deste escritor: “A Ilha das Quatro Estações”, comentada por Leonor Martins Coelho e Ana Isabel Moniz, docentes da UMa.

Entretanto, a editora moscovita  “LLC Tradition”  publicará o referido volume de lendas e contos em russo e em inglês. Através da Leipziger Literaturverlag, de Leipzig, em breve sairá uma antologia de poemas deste autor – Die Flöte des Toten – organizada, traduzida e anotada por Ilse Pollack, ensaísta austríaca. Esta editora alemã tem no seu catálogo obras de Yvette K. Centeno, Manuel Alegre, Herberto Helder, Hélia Correia e Helder Macedo. Na editora galego-brasileira Urutau, de Pontevedra, acaba de sair a 3ª edição, muito aumentada, do livro de poemas “O Amoroso”.

Também na Afrontamento foi editada a 2ª edição de “Monstruosidades do Tempo do Infortúnio”, com prefácio do ensaísta brasileiro Flavio Garcia, da Universidade do Rio de Janeiro, Recorde-se que este livro recebeu o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco no ano passado e foi finalista do prémio de ficção do Pen Clube Português. Finalmente, com a chancela da Labirinto, dentro em pouco estará nas livrarias “Entre Povo e Principais”, na terceira edição revista deste romance, que agora inclui um ensaio de Arnaldo Saraiva, da Universidade do Porto.