Governo Regional avança com 57 mil euros para a Cultura divididos em vários protocolos

Eduardo Jesus – Secretário Regional de Turismo
(ASPress/Helder Santos)

O Governo Regional aprovou hoje protocolos de desenvolvimento e cooperação cultural com sete entidades, que ascendem a 57 mil euros. Inserem-se os mesmos, diz-se, numa das prioridades do executivo madeirense de “elevação do conhecimento, a promoção da cultura e a valorização da nossa identidade” e como orientação estratégica, entre outras, de “promover a valorização e contribuir para a requalificação do património cultural material e imaterial”.

Neste caso concreto, os protocolos a celebrar com a Secretaria Regional de Turismo e Cultura abrangem áreas da música, do teatro, do folclore e das bandas e resultam de um processo apurado numa comissão de análise que aferiu quais os grupos a contemplar.

Eduardo Jesus, secretário regional de Turismo e Cultura, considera que se trata de “um apoio importante do Governo Regional, que, mais uma vez, através da Direcção Regional da Cultura, vem valorizar a identidade regional, o património cultural, material e imaterial, promovendo a descentralização cultural”.

O governante entende que a celebração destes protocolos assume particular importância no contexto atual da pandemia Covid-19.

Os sete protocolos beneficiam as seguintes associações: ‘Associação Cultural, Desportiva, e Recreativa Avesso’; a ‘Companhia Contigo Teatro’; o ‘Orfeão Madeirense’, o ‘Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova’, ‘’Paulo Rúben Martins Silva, actor e produtor do ‘II Festival Internacional das Artes de Rua da Madeira’; a ‘Banda Recreio Camponês’ e o ‘Grupo de Teatro de Machico’.