Crianças da RAM com mais de 6 anos também vão ter de usar máscara na escola

O secretário regional de Saúde e Protecção Civil participou hoje numa reunião com os dirigentes da saúde do país e da Região Autónoma dos Açores. O encontro aconteceu por videoconferência e reuniu os secretários regionais das duas Regiões Autónomas, o secretário de Estado da Saúde, a directora geral da Saúde, o presidente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, informa o gabinete de Pedro Ramos.

O governante madeirense iniciou a sua participação agradecendo ao Ministério da Saúde, pela celeridade no agendamento da reunião, após contacto prévio com a Ministra da Saúde, onde manifestou a necessidade de debater temas de interesse comum, entre os quais o programa de vacinação contra a gripe, o uso de máscara, os desafios colocados pelo início do ano lectivo, e os testes à COVID-19.

Neste encontro, que reuniu os principais decisores da área da Saúde do país, o governante madeirense deu a conhecer a estratégia da RAM em matéria de prevenção e de contenção da COVID-19.

Em relação ao Programa de Vacinação Contra a Gripe, a Região pretende adquirir 56 mil vacinas, o que irá permitir o reforço da taxa de cobertura de vacinação e incluir outros grupos populacionais, informa a SRSPC.

Quanto à preparação do início do ano lectivo no mês de Setembro, assenta numa estratégia baseada na articulação entre os profissionais da área da educação e da saúde.

Existe um plano de retoma das actividades lectivas, segundo as orientações da saúde.

Ao nível desta matéria, Pedro Ramos referiu que na Região Autónoma da Madeira o uso de máscara é obrigatório e irá contemplar, também, as crianças com mais de 6 anos, indo ao encontro das recomendações emanadas recentemente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e por outras entidades técnico-científicas.

Em relação à capacidade de testagem das Regiões, Pedro Ramos referiu que o Laboratório de Patologia Clínica do Hospital Dr. Nélio Mendonça, realiza, actualmente cerca de 1800 testes por dia. O governante recordou que no início da pandemia, a nossa capacidade era de 50 testes/ dia e neste momento, a capacidade de testagem da RAM aproxima-se dos 2000 testes por dia.

O secretário regional de Saúde e Protecção Civil concluiu a sua participação na reunião, agradecendo o agendamento da reunião, e reforçou a importância da articulação existente entre todas as entidades da Saúde.