Peça transportada no barco dos pilotos para o navio “RFA Tidespring” no Funchal

Foto Wikipedia
*Com Rui Marote
O navio de guerra britânico “RFA Tidespring”, um petroleiro reabastecedor da British Royal Fleet Auxiliary (RFA) está desde a passada segunda-feira à noite fundeado a cerca de 3 milhas a sul do Molhe da Pontinha, no Funchal. Este navio que cumpre funções abastecedoras dos navios de guerra em alto mar, encontra-se, apurou o Funchal Notícias, com uma avaria, tendo optado por permanecer fora do porto do Funchal.
A dita peça, que pesa cerca de quinze quilos, chegou hoje à Madeira. Foi transportada até ao “RFA Tidespring” no barco dos pilotos da infraestrutura portuária funchalense. Após efectuada a substituição necessária, o navio seguirá viagem.
O “Tidespring”, proveniente de Portland, na Grã-Bretanha, transporta na popa um poderoso helicóptero “Chinook”, que já se mostrou um autêntico “cavalo de batalha” em múltiplos conflitos, entre os quais a guerra do Vietname, guerra Irão-Iraque, guerra das Malvinas, guerra do Golfo e guerra do Afeganistão.
Este navio é um dos mais novos petroleiros de apoio para a Marinha Britânica, tendo sido construído em 2016. Tem 39 mil toneladas e pode transportar 19 mil metros cúbicos de combustível e 1400 metros cúbicos de água fresca.
A Royal Fleet Auxiliary, força à qual pertence, é uma armada operada por civis mas que proporciona apoio a navios de guerra, ajudando a Royal Navy a estar operacional todo o ano, 24 horas por dia.