PCP defende gratuitidade do transporte escolar e do passe de estudante

O PCP esteve hoje no Centro do Funchal numa acção de contacto com as populações, para defender o acesso universal e gratuito ao transporte escolar e do passe de estudante para todos os alunos do ensino obrigatório. Aos órgãos de comunicação social o deputado do PCP, Ricardo Lume, considerou que os custos com a educação têm um peso excessivo nas despesas dos agregados familiares da Região.

O PCP considera que, a garantia do direito à Educação, passa também por assegurar a mobilidade dos estudantes. “Deste modo, consideramos que todos os estudantes que frequentam o ensino obrigatório devem de ter acesso ao passe escolar gratuitamente”, declarou.

Os passes de estudante, para jovens com mais de 12 anos que não tenha acesso à acção social escolar, em que a sua escola seja  no concelho de residência  podem custar  entre o 22,50€ e os 30€, caso  necessitem de um passe intermunicipal, ou seja, se a escola não for no concelho de residência  pagam um valor de 40€ e se necessitarem de um passe combinado, ou seja, se  utilizarem   transportes públicos de duas empresas diferentes para se deslocar entre a sua residência e a sua escola,  pagam um valor superior a 60€.

Uma família que tenha um estudante sem acesso à acção social escolar e que necessite de transporte escolar, por ano pode ter de desembolsar cerca de 600€ só para a aquisição de um título de transporte. Estes são valores exorbitantes, que pesam excessivamente nos orçamentos das famílias da RAM, apontam os comunistas.

O PCP defende que a gratuitidade do transporte escolar e do passe de estudante para todos os alunos do ensino obrigatório é uma medida fundamental para garantir uma redução dos custos directos com o ensino por parte das famílias. E promete continuar a intervir para garantir esta justa reivindicação.