Viagens para o Porto Santo subsidiadas também no verão; desconto de 25 euros é feito no ato da compra do bilhete

 

O Governo Regional decidiu alargar, a todo o verão, o subsídio de mobilidade para os residentes na Madeira nas viagens para o Porto Santo, aéreas e marítimas, em função da necessidade de retomar o turismo interno depois da paragem da vida económica por via das medidas de contenção à Covid-19. O subsídio vigorava apenas entre outubro e junho.

Pedro Calado, o vice presidente do Governo Regional, explicou à RTP-Madeira que os passageiros deslocam-se à Porto Santo Line e pagam apenas a parte que devem pagar, excluindo já os 25 euros do subsídio. Com uma condição: devem fazer um registo, preenchendo os dados, no simplifica.madeira.gov.pt, sendo que aquando da aquisição do bilhete a Porto Santo Line acede ao site, comprova que o passageiro é residente e já faz o desconto.

Esta medida abrange 150 mil viagens e envolve um custo de 2 milhões e 100 mil euros.