Marcelo decreta “estado de emergência” e aponta “caderno de encargos” com cinco focos

O Presidente da República decretou oficialmente o segundo período de “estado de emergência” até 17 de Abril. Marcelo falou ao País para lembrar o combate da vida e da Saúde, que exige que a economia não pare. “Ganhámos a primeira fase e temos de ganhar a segunda”.

“Temos de nos focar em cinco objetivos, primeiro proteger grupos de maior risco, nos lares, em casa, nas ruas; segundo, utilizar com bom senso a abertura do estado de emergência para prevenir situações críticas de saúde pública nos estabelecimentos prisionais; terceiro, assegurar que, nesta Páscoa, não troquemos uns anos na vida e na saúde, por um período para férias ou encontro com famílias; quarto, pedir aos nossos compatriotas que repensem e que adiem os seus planos de viagem; quinto, definir os cenários para o ano letivo, mais uma das opção do Governo”.