Olavo Câmara quer renovação dos estágios profissionais e programas ocupacionais por mais nove meses

O deputado socialista madeirense à Assembleia da República, Olavo Câmara, considerou que, face aos constragimentos causados pela pandemia do Covid-19, deve haver uma renovação automática dos estágios profissionais e dos programas ocupacionais de emprego na Madeira por mais 9 meses, como medida excepcional.

O também presidente da Juventude Socialista-Madeira entende que esta é uma solução que abrange uma pequena parte da população, mas que não deixa de se revestir de uma grande importância, pelo que espera que esta medida venha a ser considerada pelo Governo Regional e seja acrescentada às medidas já anunciadas.

Olavo Câmara explica que esta proposta vai ao encontro da principal preocupação dos governos da República e Regional que é, após o combate directo à doença, manter os postos de trabalho e os rendimentos das famílias.

Os estágios ou programas de emprego que terminariam em 2020 continuariam por mais 9 meses, «mantendo-se as mesmas e exactas condições à data do termo dos estágios, nomeadamente o valor da compensação pecuniária e os direitos e deveres de cada um». Retardar a finalização do estágio para um período em que a economia já esteja a recuperar “permitirá que os estagiários tenham uma maior possibilidade de serem contratados, o que, actualmente e nos próximos meses, não vai acontecer”.

Olavo Câmara defende que, no caso dos estágios profissionais em entidades privadas, que são suportados em parte pelo Estado e pela entidade patronal, os mesmos sejam assumidos na totalidade pelo Governo Regional, de forma a incentivar a sua prorrogação, “beneficiando muitos jovens madeirenses que poderão ficar reféns da crise dos próximos tempos”.

“Esta é uma sugestão que vem complementar o muito que já foi e que está a ser feito. Uma medida que foi aplicada recentemente nos Açores e que devemos replicar na Madeira”, sustentou.