RIR denuncia falta de água de rega em São Roque

O partido RIR reuniu-se com alguns agricultores da freguesia de São Roque, no Funchal, que reclamam haver falta de água de rega. “Como se não bastasse a degradação em que estão as levadas, onde as perdas de água são visíveis e elevadas, as associações que gerem a água de rega, pouco ou nada fazem para resolver esta grave situação, nesta freguesia já foram perdidas algumas culturas, perdas essas que serão sentidas nas casas de quem trabalha a terra, mesmo que para subsistência”, refere o RIR.

O partido diz entender que a água de rega, nunca deveria ter sido entregue aos privados, uma vez que “estes só querem o lucro fácil e os subsídios, recebem o dinheiro e reduzem o pessoal, os levadeiros são poucos, ficando a entrega da água, muitas vezes pelo caminho”.

O partido RIR apela, pois, à Secretaria da Agricultura para que tome medidas concretas, nomeadamente e se necessário, chamando a si mesma a gestão da água, “pois aqueles que têm essa responsabilidade estão a falhar e quem sofre, são sempre os mesmos, os que ainda trabalham a terra”.

“Se as associações que gerem a água, não cumprem com o seu papel, o Governo tem a obrigação e o dever de tomar as medidas adequadas, sob pena de estar a ser cúmplice daqueles que enriquecem à custa dos subsídios, que deveriam ser destinados ao apoio à construção de tanques, arranjo das levadas e contratação de pessoal, o dinheiro atribuído a estas «Associações», aos olhos dos agricultores, ficam muito aquém do esperado e por esta razão apelam a intervenção imediata do Governo Regional, através da Secretaria que tutela esta área”, diz uma nota.

“Como diz o ex-presidente da Assembleia de Freguesia do Porto da Cruz, Fernando Góis «Os subsídios que são dados a estas Associações, dava para ter todas as levadas em cantaria»…”, conclui o comunicado.