Governo Regional paga 174 mil euros para a recuperação dos tetos da Sé

O presidente do Governo Regional foi hoje à Catedral para visitar as obras de recuperação dos tetos mudéjares, sendo que a empreitada representa um investimento elegível na ordem dos 1.161.228 euros, com o FEDER a comparticipar em 987.043,80 euros e o Orçamento Regional em 174.184,20 euros. A obra tem uma duração prevista de 16 meses, pelo que deverá estar concluída em meados do próximo ano. Os tetos da nave central, naves laterais e transeptos em estilo mudéjar, são considerados únicos em Portugal, com esta dimensão e características.

Na intervenção de conservação e restauro serão adotados conceitos de intervenção mínima, respeito integral pelos materiais originais e utilização de materiais compatíveis com os que compõem o original. Paralelamente às ações de restauro, serão remodeladas a rede elétrica e a iluminação. Como memória futura, será realizado um acompanhamento exaustivo da intervenção, em fotografia e vídeo, para a produção de um documentário e de um livro sobre a mesma.

Sobre esta intervenção, Miguel Albuquerque considerou que “o dinheiro é muito bem gasto para a recuperação deste património. “Acho que este teto da Sé é uma obra magnífica, com tecnologia de ponta de há cinco séculos, as pinturas são extraordinárias. É uma obrigação que temos e um compromisso para com as novas gerações”.