Deputados do PSD-M elogiam “boa governação” e virtudes da iniciativa privada

Os deputados do PSD-M consideraram hoje que o incentivo ao crescimento económico e ao emprego constitui um dos pilares fundamentais do Orçamento da Região para 2020, aprovado ontem na Assembleia Legislativa da Madeira.

Numa visita ao Novo Super, no Caniço, uma das três lojas do Super São Roque, que emprega, neste momento, mais de uma centena de pessoas, o deputado Brício Araújo realçou que o incremento no crescimento económico e a diminuição da taxa de desemprego têm sido o resultado das políticas transversais e das medidas específicas que têm vindo a ser implementadas pelo Governo Regional, mas também “da capacidade de iniciativa dos nossos empresários”.

O grupo parlamentar social-democrata quis evidenciar esta realidade e também demonstrar o seu reconhecimento aos empresários madeirenses, “pela sua capacidade de iniciativa, de investimento e pela forma como aproveitaram a conjuntura e as políticas de governação, da Região, para criar emprego”.

“Isso tem sido absolutamente fundamental e é um dos grandes desafios para este ano”, disse Brício Araújo, salientando que a estratégia que tem sido seguida nos últimos anos permitiu que passássemos de uma taxa de desemprego de 15,8%, em 2015, para 6,9%. “Nós estamos numa taxa inferior à média europeia, que é, actualmente, de 7,5% e isso deve-se à política de governação dos últimos anos, mas, também, à capacidade de de iniciativa e de investimento dos nossos empresários, quer dentro dos grandes centros urbanos, quer fora.”

O deputado realçou que essa capacidade de iniciativa e de investimento tem-se verificado não só nos empresários que já “têm um percurso relevante na nossa economia e mercado, mas também daqueles que se têm lançado nos últimos anos, aproveitando as políticas de governação aqui na Madeira e as medidas específicas de investimento”.

O PSD reforçou esse “compromisso de estar perto dos empresários, da iniciativa privada, de estar atento e de criar condições de investimento, criando, assim, condições para o crescimento da economia e do emprego”.