Tradição das romagens nas missas do parto da Boa Nova

Sílvio Mendes

Nalgumas missas do parto celebradas nas diversas igrejas da Diocese do Funchal, há romagens.

Uma delas vai decorrer no domingo, 22 de dezembro, na paróquia do Sagrado Coração de Jesus (Boa Nova) antes da celebração da missa do parto, com saída às 5h15 no jardim da Rua das Murteiras, próximo daquela igreja.

A romagem é organizada pela comunidade da paróquia do Bom Sucesso incluindo a capela da Choupana e também pelos paroquianos da Boa Nova.

Cláudio Freitas é um dos organizadores deste evento.

– Há quanto anos se realiza esta romagem?
– Esta é uma romagem já tradicional pois é realizada há dez anos sempre com muito entusiasmo com pessoas das mais diversas idades.

– Como vai ser a romagem?
-A romagem será acompanhada por um grupo de tocadores (acordeão e outros instrumentos) interpretando canções com letras originais feitas pelos paroquianos e entrará na igreja um pouco antes do início da missa do parto que se iniciará às 6 horas e que será presidida pelo Cónego Tony Sousa, pároco da Boa Nova e concelebrada pelo Pe. Marco Abreu, vigário paroquial. Quem quiser pode participar nesta atividade que nos faz lembrar este tempo de preparação para o Natal.
Antes do inicio da romagem haverá um ensaio de modo a que tudo decorra pelo melhor.

– Que significado tem esta actividade?
– A romagem em louvor da Virgem do Parto tem um sentido muito profundo no coração do homem. É um chamamento a que sejamos puros e humildes de coração.