Exercício militar na Madeira testou ajuda humanitária e evacuação de não combatentes em cenário de crise

Militares exerício Lusitano 19comando operacional da Madeira deu a conhecer que decorreu na Região, sob condução do Estado Maior General das Forças Armadas (EMGFA), a primeira fase do exercício Lusitano 19.

A nota explica que “este Exercício Militar Conjunto contou com a projeção para a Ilha da Madeira, de uma Equipa de Ligação do Comando Conjunto para as Operações Militares do EMGFA (composta por 14 militares dos três Ramos das Forças Armadas), com o objetivo de conduzir o planeamento ao nível Operacional de uma operação de Ajuda Humanitária, Evacuação de não-combatentes e Extração de Forças Nacionais, num cenário de um país em crise.

Esta Equipa de Ligação teve por missão recolher informações que permitam o eventual empenhamento, numa segunda fase, de um contingente militar.

A segunda fase deste exercício decorre no período de 14 a 24 de outubro em paralelo com o Exercício ZARCO, planeado e conduzido pelo Comando Operacional da Madeira.