PSD alerta para importância do voto antecipado

PSD pré campanha 30 de agostoA candidatura do PSD ás regionais de 22 de setembro apelou hoje à participação de todos nas Eleições Regionais de 22 de setembro, mesmo aqueles que não estejam na altura na Região, mas que possam fazê-lo através do voto antecipado.

Numa iniciativa realizada junto à Assembleia Legislativa da Madeira, Bruno Melim explicou que “o requerimento para o voto antecipado pode ser feito até ao 2 de setembro, lembrando que este é um voto que é também “importante na luta pela Autonomia e por aquilo que tem sido a governação do PSD”.

Esta posição relativamente à iniciativa não faz referência à situação já levantada publicamente e que o FN deu conta hoje, relativamente ao facto de as datas previstas legalmente não estarem articuladas com o calendário dos estudantes universitários madeirenses de primeiro ano e que na altura da votação estarão no continente mas que no dia 2 de setembro, data limite para a entrada do requerimento, ainda não sabem em que universidade foram colocados, não sendo por isso possível fazer a inscrição acompanhada do documento da universidade a comprovar a matrícula. Além disso, os universitários de anos seguintes, na sua maioria, deslocam-se depois do dia 13, dia da votação antecipada, pelo que também não poderão exercer nem a 13 nem a 22.

Nesta ação social democrata, o candidato disse ser “fundamental que os jovens e todos aqueles que, no dia 22, por qualquer motivo justificativo, não estejam na Região participem neste que é um ato eleitoral que vai definir muito daquilo que será a nossa vida coletiva nos próximos quatro anos”, e vai, sobretudo, decidir entre o “desenvolvimento e estagnação” ou entre o “investimento e a demora na resposta nos serviços”.

Regionais 2019

“Da nossa parte, aquilo que queremos apelar é que a participação dos jovens é essencial para definir o futuro, há representantes jovens nesta candidatura, há uma palavra a dizer sobre o seu futuro”, salientou, acrescentando que este será o momento que irá marcar “a história que queremos contar e que queremos deixar para os nossos filhos e netos”. Um momento em que podem participar mesmo que estejam “distantes” ou “em busca de outros sonhos ou de outras vivências”. “Podem marcar a diferença e continuar a fazer da Madeira um local onde a política se faz e se desenvolve no rumo certo”, referiu.

Bruno Melim explicou que para requerer o voto antecipado, basta indicar a morada onde o requerente estará deslocado e entregar cópia do Cartão de Cidadão e do comprovativo de recenseamento eleitoral.