CDS insta Secretário da Agricultura a regulamentar a valorização dos produtos regionais.

Foto CDS.

O CDS recomendou este sábado ao secretário regional da Agricultura e Pescas “a não se acanhar e a implementar” o regulamento da proposta apresentada pelo CDS, e aprovada em sede de alteração do Orçamento da Região para 2019, de criação de um estatuto específico para a valorização dos produtos regionais.

Segundo uma nota de imprensa, mais de seis meses depois da entrada em vigor da lei do Orçamento da Região, a vereadora do CDS-PP, Sara Madalena, que também é membro da Comissão Política Regional e presidente da concelhia do partido na Ponta do Sol, subiu ao Lombo de São João, zona alta da Ponta do Sol, para mostrar à comunicação social uma das explorações agrícolas mais bem sucedidas do concelho, propriedade de Aníbal Garanito, um dinâmico agricultor que se dedica ao cultivo de alho francês, em grande escala, sendo ainda o maior produtor de papaia.

A agricultura é dos sectores mais importantes do concelho da Ponta do Sol e a dirigente do CDS realçou isso mesmo. “Este é um fim de semana especial”, disse Sara Madalena, numa alusão à Mostra da Banana que este sábado concentra as atenções das entidades regionais. “Temos a festa da banana na Madalena do Mar, mas não só de banana vive a Ponta do Sol, não só de banana vive a Madeira. Temos outras produções de excelência, e estamos aqui numa delas, que produz especificamente alho francês.”

Foi em dezembro de 2018, durante a discussão do Orçamento da Região para 2019, que o líder do CDS-PP, Rui Barreto, convenceu o vice-presidente do Governo a aceitar a proposta centrista de criação de um regime específico para a valorização dos produtos regionais. A proposta aprovada na lei do Orçamento regional consagra que as cantinas públicas das escolas, creches, hospitais e lares tenham de dar preferência aos produtos da Região nos concursos públicos para a aquisição de produtos destinados à confecção de refeições. “Essa proposta fomenta o desenvolvimento da agricultura, a criação de emprego no setor, a ordenação da paisagem, bem como a sustentabilidade ambiental, que é um bastião do nosso partido, com repercussões no turismo”, sinalizou Sara Madalena. “Volvidos seis meses, essa proposta ainda não foi ainda aplicada. Estamos aqui, hoje, neste fim de semana especial, precisamente para relembrar ao Governo Regional, e em especial ao senhor secretário da Agricultura, que não se acanhe, que implemente a nossa proposta para bem de todos, não do CDS mas de todos os madeirenses, é esse o nosso propósito.”