PS aprova 86 euros para residentes mas Calado diz que “é uma fantochada” e que só pode ser aplicada em 2020

pedro caladoO vice presidente do Governo Regional disse hoje, à margem da reunião do Executivo, na Quinta Vigia, que a decisão do PS, na Assembleia da República, em aprovar a deliberação da Assembleia Regional que defende o pagamento de 86 euros para residentes e 65 para estudantes no novo modelo de mobilidade, “constitui um recuo e demorou três anos”.

Pedro Calado lembra que “a proposta foi aprovada na Assembleia Regional com os votos favoráveis do PSD, CDS, PCP, BE, PAN e Verdes. O único partido que votou contra foi o PS, quer a nível regional, quer a nível nacional. Três anos depois de ter votado contra, o PS vem fazer um recuo e dar o dito por não dito. Não sei se é pelo facto de ter sido o último plenário antes das eleições, se demoraram três anos a verificar que a proposta podia ter sido implementada. Aquilo que o Governo da Madeira demonstrou que podia implementar, fê-lo para os estudantes madeirenses, que apenas pagam 65 euros”.

Calado interroga-se sobre a entrada em funcionamento desta eventual aprovação por parte do PS, uma vez que em outubro há eleições nacionais e parece ser uma medida que não pode ser implementada a tempo e horas. na prática, só para 2020. É mais uma fantochada”.