Susana Prada apresenta 4 toneladas de lixo marinho numa acção para sensibilizar para a necessidade de não poluirmos as nossas águas

A secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, procedeu hoje à apresentação de nada menos do que quatro toneladas de lixo marinho recolhidas nas águas da Madeira. O objectivo foi desenvolver uma acção de sensibilização para a necessidade de poluir menos o oceano. Esta responsável sublinhou que “a luta contra a poluição do mar é uma prioridade deste governo” e que desde 2015 que o mesmo vem prosseguindo uma estratégia de combate à poluição marinha. Os resultados, afirmou, estão à vista de todos, com “a melhoria substancial da qualidade das águas balneares”.

“No entanto”, acrescentou, “este não é um trabalho que possamos fazer sós, pelo que lançámos um apelo à população no sentido de combater connosco a poluição dos mares da região”. Ora, “foi com enorme satisfação que assistimos à adesão de centenas de pessoas, ao nosso desafio de recolha de lixo marinho. Por toda a ilha da Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens, várias instituições e voluntários recolheram cerca de 4 mil kg de lixo marinho, a quem agradecemos a colaboração”.

Para marcar esta iniciativa, o GR lançou o desafio de transformar o lixo marinho em arte. O artista Bordalo II, que chega esta semana à Madeira irá elaborar uma obra de arte – um lobo marinho, que irá ficar em Câmara de Lobos.

A inauguração será no dia dos Oceanos, no próximo sábado. “Todos estão convidados”, declarou Susana Prada.

A campanha de recolha de lixo marinho durou um mês e na mesma participaram na iniciativa 35 entidades/instituições e várias centenas de pessoas.