Reconhecidas as primeiras seis “Lojas com História” para manter a tradição na cidade do Funchal

Cafofo Lojas com História A
As lojas distinguidas pela Autarquia terão um dístico exposto nos respetivos estabelecimentos, que as identificam como Lojas com História.

Bordal – Bordados da Madeira, Fábrica Santo António, Loja de Ferragens António Faustino de Abreu, Farmácia Portuguesa, Livraria Esperança e a Barbearia Turista são as primeiras “Lojas com História” distinguidas pela Câmara Municipal do Funchal. Uma iniciativa que visa o apoio e a preservação das lojas tradicionais da baixa.

Paulo Cafôfo começou congratulou-se pelo trabalho do Departamento Municipal de Economia e Cultura, “que tem cumprido com excelência o Programa da Revitalização do Comércio do Funchal, criado em 2014 pela Autarquia, com um objetivo que se mantém até hoje: inverter o declínio do nosso comércio tradicional.”

O Presidente da Autarquia continuou, sublinhando que “Lojas com História são lojas distintas e que cumprem uma série de critérios, nomeadamente mais de 25 anos de atividade, distinguindo-se pelo valor arquitetónico, espólio ou mesmo pelo seu valor cultural. São espaços que já fazem parte da identidade da nossa cidade e que partilham determinadas características da nossa memória comum e das vivências do Funchal.”

“Quando falamos em valor cultural, fazemos referência também a um ativo turístico que nos distingue num mundo que é global e onde existem cada vez mais franchisings. As Lojas com História são espaços únicos e como tal devem ser preservados, protegidos e valorizados. É exatamente esse o nosso objetivo e este projeto continuará a crescer a partir daqui”, concluiu Paulo Cafôfo.

As lojas distinguidas pela Autarquia terão um dístico exposto nos respetivos estabelecimentos, que as identificam como Lojas com História, apresentando um conjunto de benefícios tanto para senhorios, como para inquilinos, e serão igualmente integradas num roteiro turístico, tornando-as pontos atrativos para os nossos turistas. Será criado, por fim, um fundo para a preservação destas lojas. Neste momento, estão já a ser avaliadas pelos serviços municipais oito novas candidaturas, sendo que a CMF estima que cerca de 125 lojas do Funchal possam candidatar-se a esta distinção.