Orçamento Participativo leva alunos a votos em São Martinho

Principia hoje a fase de votação de propostas do Orçamento Participativo das Escolas do Primeiro Ciclo de São Martinho, um projecto de participação cívica dos alunos, colocado no terreno pela Junta de Freguesia e que conta com a colaboração das direcções das escolas.

“A cidadania e a participação cívica tornam a população mais exigente e esse é um dos objectivos traçados por esta Junta de Freguesia” sublinha Duarte Caldeira Ferreira. O presidente da Junta de Freguesia de São Martinho acrescenta ainda que este tipo de iniciativas tem como meta “capacitar as pessoas para que exijam mais de quem governa”.

Para Duarte Caldeira Ferreira, “o Orçamento Participativo é uma marca da freguesia. A primeira na região a implementar esse mecanismo de participação cívica, que vai muito mais além que o concretizar das obras vencedoras”. Neste mandato, São Martinho inovou levando o Orçamento Participativo às escolas do primeiro ciclo. “É aí que podemos fazer a diferença. Educar desde a mais tenra idade, criar cidadãos mais exigentes, mais participativos. A cidadania e a participação cívica, não escolhe idades.” No Orçamento Participativo são os alunos que propõem o que querem ver realizado na sua escola e são eles, depois, a escolher e a votar. A proposta vencedora em cada escola, será executada pela Junta de Freguesia de São Martinho.

Na sequência do investimento na educação, no início deste mês, foram colocados em funcionamento os primeiros projectores interactivos que a Junta de São Martinho está a instalar em todas as escolas do ensino básico da freguesia. Até ao final do mandato, serão, ao todo, 25 equipamentos deste género. Um investimento encarado pelo Presidente da Junta de Freguesia como “necessário para que as escolas de São Martinho possam dar um importante salto tecnológico, ficando dotadas de uma ferramenta que está a demonstrar enormes potencialidades, nomeadamente em contexto de sala de aula”.