Linha do tempo de acidentes com autocarros começa na Pena em 1984 com 8 mortos

Foto retirada da página do facebook da Antena 1 Madeira.

O acidente com um veículo pesado de passageiros, ontem, no Caniço, é o mais trágico de que há registo na Madeira, neste tipo de transportes colectivos.

A história trágica começa em 1984:

A 19 de junho de 1984, um autocarro de serviço público, ao descer a íngreme Rua Pedro José de Ornelas, no Funchal, e devido a um problema de travões, embateu contra uma árvore, provocando mais de uma dezena de mortos e vários feridos.
Ainda hoje há quem se lembre do acidente da Pena com autocarro da TRANSFUNCHAL 115, com a matrícula MD-47-01.

Acidente São Vicente. Foto retirada do Público.

A 23 de Dezembro de 2005 um outro autocarro, do grupo “Horários do Funchal”, ao entrar numa rotunda no sítio do Laranjal, em São Vicente, despistou-se e tombou sobre um muro.
Deste acidente resultou cinco mortes e dois feridos graves, entre os quais uma criança de nove meses.
Os passageiros eram todos turistas italianos de um navio de cruzeiro em trânsito na Madeira, o Costa Clássica.

Foto Norberto Capêlo, Ocorrências na Madeira.

Bem recentemente, a 14 de março, sem mortos, registou-se um acidente na Levada do Poiso, Canhas, Ponta do Sol.
O acidente envolveu um pesado de passageiros da Rodoeste e aconteceu por volta das 8h30 da manhã.
O motorista saiu ferido deste acidente que levou a camioneta a enfaixar-se num muro de betão.