Cafôfo destacou papel dos revoltosos da Madeira em 1931 na luta contra a opressão

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, esteve presente esta manhã no acto comemorativo do Dia da Revolta da Madeira, assinalado no Largo Charles Conde de Lambert, na freguesia de São Martinho. O autarca participou na tradicional deposição de flores no monumento dedicado à Revolta, que ali se encontra, sob a guarda de honra do Corpo de Bombeiros Sapadores do Funchal e do Corpo de Bombeiros Voluntários Madeirenses e destacou “os 88 anos passados deste levantamento militar contra o governo da Ditadura Nacional, ocorrido a 4 de Abril de 1931, uma homenagem sempre intemporal àqueles que lutaram contra o jugo, a opressão e a falta de liberdade.”

O edil referiu, por fim, que “a defesa desses valores deve continuar a ser a nossa luta diária, porque temos todos o dever de qualificar a nossa democracia, a qual depende, hoje como sempre, do nosso empenhamento cívico para prosperar.”