Breve chuva forte foi o suficiente para transformar a Rua João de Deus num mar revolto

A Rua João de Deus, no troço mesmo em frente da Escola Secundária Francisco Franco, ficou igual a um mar revolto na sequência da chuvada que caiu há pouco no Funchal. As adufas obviamente completamente entupidas não dão vazão à água que se acumulou na via pública e os automóveis que passam atiram-na, em autênticas ondas, contra as entradas das casas e as janelas das caves das mesmas, que pouco a pouco se vão inundando. Para não falar dos transeuntes.

E assim ficam bem patentes as vulnerabilidades de um sistema de vazão de águas pluviais ultrapassado e necessariamente pouco limpo, face às recentes ventanias que contribuíram para o atulhar de folhas das árvores e pequenos galhos nas sarjetas: basta uma breve chuva forte para comprometer a segurança das habitações e de todos quantos transitam pela via pública.