Freguesia da Ribeira da Janela faz anos a 25 de março

A presidente da Junta e o presidente da Câmara.

A freguesia da Ribeira da Janela comemora amanhã, dia 25 de março, o seu Aniversário.

Segundo uma nota de imprensa, as festividades do aniversário da Junta de Freguesia iniciar-se-ão pelas 16 horas, com uma missa, seguindo-se a sessão solene, às 17h30, no Salão Nobre da Junta de Freguesia.

A encerrar as comemorações, terá lugar um convívio no Salão Paroquial da Igreja da Ribeira da Janela com a participação do Grupo de Cordas da Fajã de Ovelha, eventos para os quais a Presidente da Junta e o seu executivo contam com a presença não apenas das entidades convidadas, mas também da população da freguesia.

Esta localidade pitoresca, pertencente ao concelho de Porto Moniz, dotada de uma paisagem que se estende do mar à serra, apesar dos evidentes problemas de desertificação, decorrentes da redução da natalidade e dos surtos emigratórios, apresenta vários motivos para uma visita, destacando-se a Serra do Fanal como um dos lugares mais emblemáticos do Concelho de Porto Moniz, sobejamente conhecido pela sua beleza ímpar e o seu bosque de Tis centenários, pertencentes à floresta Laurissilva, classificada de Património Mundial Natural pela UNESCO, desde dezembro de 1999, e que integra a Rede Europeia de Sítios de importância Comunitária – Rede Natura 2000.

Márcia Mendonça, Presidente da Junta de Freguesia da Ribeira da Janela, apesar de estar ciente dos problemas com que se debate a sua freguesia, não deixa de vincar o esforço que a Câmara Municipal de Porto Moniz tem vindo a desenvolver no sentido de apoiar aquela freguesia nas mais variadas vertentes.

Câmara Municipal do Porto Moniz reabre “Vereda das Voltas ou Cruzinhas”, na Ribeira da Janela.

A Jovem Presidente da Junta de Freguesia começa por lembrar o investimento do Município, na ordem dos 108.969,00€, para a recuperação e requalificação da recentemente reaberta “Vereda das Voltas e Cruzinhas”. Aquela obra, com uma extensão de 4km, tem o seu início nas serras do Fanal, já na fronteira com o Paul da Serra, aos 1416 metros de altitude, e fim no Chão da Ribeira, a 280 metros de altitude, com um desnível de cerca de 800 metros.

As obras de beneficiação deste percurso incidiram na recuperação do percurso, nomeadamente reconstituição de degraus existentes em lajeado de pedra e basalto, requalificação das zonas de escadaria em terra, regularizando o pavimento com a formação de degraus em toros de madeira, recuperação de vários muros de pedra emparelhada e, acima de tudo, no aumento da segurança em todo o seu percurso, com a colocação de varandins em todas as zonas perigosas do percurso, bem como reforço da sinalética.

Recorde-se que esta obra foi lançada no ano passado, juntamente com a “Vereda da Terra Chã” e a “Vereda da Cavaca,” que brevemente serão reabertas, e que no total tiveram um custo 263.420€ mil euros, sendo 85% desse valor apoiado pela União Europeia e 15% pelo orçamento municipal.

Porto Moniz vai ter o primeiro trilho de BTT com certificação internacional

A Freguesia da Ribeira da Janela será dotada, brevemente, de um trilho de BTT com certificação internacional. Após a adjudicação do concurso público lançado pelo Município no valor de €164.360,45, a empresa adjudicada já começou a por em terreno o seu ‘Know how’.

O percurso de aproximadamente 25 Km, que percorre todo o Fanal, visa reutilizar veredas antigas, atualmente intransitáveis pela falta de uso, adaptando-as para a prática exclusiva do BTT. Estes trilhos, que já se encontram homologados pela Associação de Ciclismo da Madeira, bem como aprovados pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, estão a receber agora as obras, adaptações e sinaléticas necessárias, com o objetivo de obter a certificação internacional.

Este projeto destaca-se como único, comparado com outros trilhos de BTT, especialmente em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira, pois cumpre com todas as especificidades exigidas para trilhos certificados. O percurso prioriza a sustentabilidade na construção dos trilhos, nomeadamente nas questões técnicas de construção e nos aspetos de conservação da natureza, no sentido de minimizar os possíveis impactos e desgaste que possam advir da prática desta modalidade.

Ao trilho será incluída uma ligação aos vários ativos do património edificado, que serão devidamente recuperados, permitindo aos praticantes conhecer a história da Ribeira da Janela e do Fanal. Também serão adaptadas as infraestruturas existentes na foz da Ribeira da Janela, como o centro de apoio ao BTT.

Para o Presidente do Município, Emanuel Câmara, este projeto é o resultado de muito trabalho, competência e visão do seu executivo, que ao procurar desenvolver novos projetos no concelho, encontrou oportunidades fora de portas para financiar esses mesmos projetos.

“Prevemos que o centro de BTT venha a ser uma mais valia para o concelho, e em particular para a Ribeira da Janela, permitindo novas oportunidades que agora terão de ser agarradas pelos privados. Hoje, o turismo ligado ao BTT está em expansão na Madeira e tem-se revelado um negócio de milhões. Estamos por isso a criar as bases para que o Porto Moniz venha a beneficiar deste mercado, atraindo turistas e atletas, favorecendo toda a economia local, desde a restauração à hotelaria. Ao criar estas bases, também estaremos a estimular o aparecimento de novas empresas ligadas ao sector, que colmatam as necessidades que os praticantes e este tipo de turismo têm, proporcionando mais riqueza e emprego ao nosso concelho”.