União declarado insolvente, complexo desportivo pode não estar registado como património do clube

O Tribunal do Funchal declarou hoje insolvente o Clube de Futebol União, que detém 40 por cento das ações do União da Madeira SAD. A dívida ascende aos quatro milhões de euros.

Segundo o jornal i “Era suposto ter havido eleições para a presidência do clube no último sábado, dia 16, mas o ato eleitoral acabou por ser adiado por falta de membros da Assembleia Geral. A nova reunião deverá ter lugar na próxima terça-feira, dia 26, esperando-se a nomeação de uma comissão de gestão para dirigir o clube, pois o atual presidente de clube e SAD, Filipe Silva, já anunciou que não se irá recandidatar”.

O Funchal Notícias sabe que todo o processo que envolveu esta situação difícil do União pode ter, ainda, uma outra questão por resolver. Fontes bem colocadas garantem que o complexo desportivo do clube não pode entrar nas contas patrimoniais, uma vez que não há registo em nome do União. O Governo foi avalista da operação, mas o processo de aquisição dos terrenos nunca foi concluído.