“O que é isto? Eu disse a verdade. Que investiguem!”, reagiu Rafael Macedo a notícia sobre eventual suspensão da Ordem

Rafael Macedo fez críticas duras a médicos e ao SESARAM.

O JM noticia que o médico Rafael Macedo, coordenador da unidade de Medicina Nuclear do SESARAM, poderá ser suspenso hoje da Ordem dos Médicos, na sequência das declarações ontem prestadas no âmbito da comissão de inquérito ao funcionamento daquela unidade. O médico já reagiu na sua página pessoal da rede social Facebook. “O que é isto? Eu disse a verdade. Que investiguem!”. Interroga-se sobre o facto de ser “suspenso porquê? Que culpa tive eu das asneiras dos outros? É de bradar aos céus”.

Rafael Macedo foi ontem ouvido e disse, para quem quisesse ouvir, que os diretores de serviço não prescvrevem o número de exames que deveriam, que há desvios de doentes para o privado, denunciou pressões das administrações hospitalares, disse ainda que o SESARAM adquiriu radiofármacos que entretanto passaram de praço. Disse que houve gastos públicos desnecessários, uma vez que o serviço público tinha capacidade de fazer determinados exames que foram canalizados para os privados.. Que terão existido seis mortes em consequência de uma superbactéria. Tudo isto e mais.

Estas declarações terão sido a razão que podem levar a Ordem a ponderar suspensão, ainda que a notícia remeta para uma reunião a ter lugar hoje.