JPP satisfeito com anúncio de venda de bilhetes para o “ferry” pede que haja bilheteiras

Há satisfação no JPP pelas novidades sobre o “ferry”.

O Juntos pelo Povo (JPP) desenvolveu hoje uma ação política visando a congratulação “pelas novidades que vão ao encontro da necessidade de haver, o mais rapidamente possível, bilheteiras e tarifas para o ferry entre a Madeira e o continente”.

“Desde que colocamos o cartaz há cerca de oito dias, o Governo já anunciou a venda dos bilhetes para a próxima semana, pelo que nos congratulamos e achamos que o Governo está no caminho certo, seguindo os conselhos do JPP”, afirmou Élvio Sousa, esta manhã, em conferência de imprensa, junto à entrada do Porto do Funchal.

O líder parlamentar do JPP, aproveitou a ocasião para questionar sobre documentos solicitados, que ainda estão por entregar. “Quer o Governo PS, através da Ministra do Mar, quer o Governo Regional PSD, através do vice-presidente, estão a esconder dois pareceres fundamentais da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, sobre o ferry. Há aqui qualquer coisa que estes dois governantes políticos estão a esconder ao Juntos pelo Povo e à população”, salientou Élvio Sousa.

Recorde-se que em outubro de 2018, o JPP requereu os referidos documentos para perceber todo o processo relacionado com a linha ferry, aos quais ainda não teve o devido acesso. “Tivemos de recorrer, uma vez mais, ao tribunal, para que esses documentos sejam formalmente enviados. Como ainda não os recebemos, levanta-nos a questão: o que esconde a Ministra do Mar do Governo PS e o vice-presidente do Governo Regional PSD, relativamente ao ferry?”

Há também outros documentos que ainda não foram entregues, “nomeadamente os pareceres económicos de transporte marítimo da Universidade Católica e outros relatórios da concessão de serviços públicos de transporte de passageiros entre a Madeira e o continente, bem como relatórios do Porto do Funchal”.