Pedro Marques diz que Europeias são a primeira volta das Regionais para o PS, Cerdas propõe “contrato social aos cidadãos”

O PS- Madeira apresentou hoje oficialmente a sua candidata às eleições europeias.

Pedro Marques, o cabeça de lista do Partido Socialista às Eleições Europeias reafirmou, hoje, a ideia de que as Eleições Europeias serão a primeira volta das Regionais e apelou a uma luta sem tréguas para que o partido consiga atingir esse desiderato e fazer a mudança na Madeira.

Na apresentação pública da candidata apontada pelo PS-M às Eleições Europeias, Sara Cerdas, Pedro Marques deixou o desafio: «nós precisamos de começar nas eleições de 26 de maio o caminho, pisar no acelerador e não parar mais até à grande vitória que queremos ter nas eleições regionais da Madeira em setembro». «Para conseguirmos mudar a Madeira, ter a Madeira com um projeto de futuro, de mais igualdade, de mais emprego, nós precisamos agora, nestas eleições europeias, da vossa confiança, da confiança dos madeirenses», afirmou Pedro Marques, acrescentando que «se queremos mudar a Madeira para melhor, mudar muito a Europa para melhor, então é preciso lutar».

Pedro Marques destacou a escolha de Sara Cerdas, «mostrando o PS à RAM que não estamos agarrados aos mesmos de sempre e sabemos trabalhar com os nossos, mas também com a sociedade civil, com os melhores, para construir mais futuro para a Europa, mas mais futuro para a Madeira».

Sara Cerdas, a jovem médica candidata do PS-M, recebeu aplausos da “família” socialista e afirmou que as eleições para o Parlamento Europeu são o primeiro dos três atos eleitorais que vamos ter na Região este ano e disse compreender bem a responsabilidade de ser candidata no primeiro escrutínio, «numas eleições que são muito importantes não só para a Região, como para o País». A candidata apontou três grandes desafios que se colocam à governação política a qualquer nível: a criação de emprego, a redução das desigualdades sociais e da pobreza e o investimento na educação e qualificação dos madeirenses e porto-santenses. «A Candidatura do Partido Socialista ao Parlamento Europeu assume como compromisso um novo contrato social ao serviço dos cidadãos.

O candidato socialista à Quinta Vigia afirmou que Sara Cerdas «é o exemplo daquilo que a Madeira precisa para se afirmar no futuro, que é dar lugar de destaque a uma nova geração de pessoas competentes, novas e motivadas». «Pessoas como a Sara são o exemplo de que há uma nova geração que quer mudar e transformar a Região. Temos o melhor lugar de sempre na lista nacional, o que demonstra que para o PS a Madeira e os madeirenses contam», vincou, acrescentando que «a Sara representa o que de melhor a Madeira tem – as pessoas, que são a nossa maior riqueza e nosso maior potencial de desenvolvimento».

Quanto ao presidente do PS-M mostrou-se confiante no trabalho que Sara Cerdas irá fazer no Parlamento Europeu em representação da Região. Mas Emanuel Câmara também disse que “nada está ganho e que é preciso muito trabalho e o apoio de todos. Especialmente quando temos um «desafio extra, aquele sonho que todos aqui temos, que é finalmente derrubar o PSD do poder que há 43 anos se mantém nesta Região». «É importante e fundamental que, a partir de hoje, cada vez mais trabalhemos afincadamente», afirmou”.