Taxa de desemprego na Madeira aumenta ligeiramente no 3º trimestre e é superior à média nacional

EMPREGO Instituto
Taxa de desemprego, na Madeira, no 3º trimestre, situou-se nos 8,9%.

A taxa de desemprego, no terceiro trimestre de 2018 na Madeira, foi superior à média nacional e aumentou ligeiramente em relação ao segundo trimestre deste ano, que era de 8,3% e passou, agora, para 8,9%. Mesmo assim, uma tendência de descida relativamente ao último trimestre do ano passado, altura em que essa taxa, na Região, era de 9,3%.

Esta tendência quanto à comparação da média do País registou-se, ainda, nos Açores (8,7%), Área Metropolitana de Lisboa (7,1%) e Norte (7,2%).

Abaixo da média nacional, situaram-se as taxas de desemprego do Alentejo (6,6%), do Centro (5,4%) e do Algarve (5,0%), segundo dados do Instituto de Estatística, hoje divulgados
“Em relação ao trimestre anterior, a taxa de desemprego manteve-se inalterada na região Norte, aumentou na Região Autónoma da Madeira (0,6 p.p.), na Região Autónoma dos Açores (0,5 p.p.) e no Centro (0,1 p.p.) e diminuiu na Área Metropolitana de Lisboa (0,1 p.p.), no Algarve e no Alentejo (0,3 p.p., em ambas as regiões)”, aponta a mesma publicação.

A taxa de desemprego nacional, deste mesmo 3.º trimestre de 2018, foi de 6,7%, correspondendo “ao valor mais baixo da série iniciada no 1.º trimestre de 2011. Este valor é igual ao do trimestre anterior e inferior em 1,8 pontos percentuais (p.p.) ao do trimestre homólogo de 2017”, refere o INE.
A população desempregada, estimada em 352,7 mil pessoas, manteve-se praticamente inalterada relativamente ao trimestre anterior, interrompendo os decréscimos trimestrais observados desde o 2.º trimestre de 2016. Em relação ao trimestre homólogo, verificou-se uma diminuição de 20,6% (91,3 mil).